Blog Life Search
Arquivo da categoria: Reprodução Humana
Mais sobre a Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide (ICSI)

Mais sobre a Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide (ICSI)

Para quem está chegando agora no mundo dos tentantes, alguns termos utilizados durante as consultas ou até mesmo por pesquisas individuais à internet podem gerar dúvidas e até confusão entre os procedimentos. Mas não se preocupe com isso... É normal. Afinal, quem nos dias de hoje não dá uma pesquisada sobre procedimentos médicos, ainda mais se for submetido a eles? O que devemos sempre prezar é a informação correta e de qualidade. Pensando nisso, decidimos explicar um pouco mais sobre a Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide, a ICSI. O nome gigante faz jus a especificidade do procedimento, visto que a ICSI é uma variação da Fertilização in Vitro (FIV) clássica e, por isso, também é considerada uma técnica de reprodução assistida de alta complexidade. Assim como a técnica da FIV, a ICSI depende do acompanhamento médico, da utilização de medicamentos para estimulação ovariana e de uma estrutura laboratorial complexa. A única Continue Lendo →

Quantas vezes podemos repetir a FIV?

Quantas vezes podemos repetir a FIV?

Recomeçar: isso faz parte do ciclo da vida e, em especial, dos casais que estão tentando engravidar. A Fertilização in Vitro (FIV) é um dos tratamentos mais conhecidos de reprodução humana e possui excelentes índices de sucesso. Entretanto, é preciso estar preparado para mais de uma tentativa, pois nem sempre o resultado esperado vem de primeira. Sempre dizemos para os tentantes não desistirem, pois na caminhada para gerar vida, os obstáculos podem até parecer difíceis, mas a vitória é sensacional. Contudo, é necessário saber quantas tentativas de FIV são aceitáveis, até onde insistir no tratamento. Pois, alguns probleminhas podem impactar o resultado. E, com isso fazer com que a mudança de tratamento possa ser necessária. Por isso, agora vamos dar dicas do que influenciar nas falhas do tratamento e quantas vezes pode- se insistir no mesmo método. Existem algumas causas para a FIV não dar certo e, as mais comuns Continue Lendo →

A inseminação intrauterina pode ser repetida?

A inseminação intrauterina pode ser repetida?

A inseminação intrauterina, também chamada de inseminação artificial é a colocação do sêmen, dentro do útero por meio de um cateter flexível. Com esta técnica, os espermatozoides, ao invés de serem depositados na vagina como ocorre durante uma relação sexual, são depositados internamente no útero. Sendo assim, a distância a ser percorrida pelo espermatozoide até o óvulo será menor e, consequentemente, maior a chance de gravidez. Como no coito programado, os ovários devem ser estimulados por hormônios com o intuito de se ter um maior número de óvulos. O crescimento é monitorado por ultrassons repetidos até estarem no tamanho adequado. Neste momento, a ovulação também é desencadeada por uso de medicamentos e daí é marcada a inseminação. A Inseminação Artificial é um procedimento simples. É indolor, sendo realizada sem anestesia e não dura mais que minutos. No dia do procedimento, o parceiro colhe o sêmen, que então é processado em Continue Lendo →

O que é prolactina e como afeta a fertilidade?

O que é prolactina e como afeta a fertilidade?

Na caminhada para gerar a vida, vários exames são realizados. Dentre eles, os exames hormonais são de suma importância para ajudar a detectar a causa da infertilidade. No caso da infertilidade feminina, um dos hormônios a ser analisado é a prolactina. A prolactina é um hormônio importante para a fertilidade, pois ele é responsável pela produção do leite materno através das glândulas mamárias e, além disso, contribui para o equilíbrio do sistema reprodutivo. No entanto, quando existem taxas elevadas de prolactina, ou seja, hiperprolactinemia, esse hormônio pode dificultar a gravidez. A hiperprolactemia é capaz de alterar a fertilidade através de um desequilíbrio neuroendocrinológico que pode gerar anovulação (ausência de ovulação) e em graus mais elevados até mesmo amenorreia (ausência de menstruação). Entre 9-17% das mulheres com infertilidade sofrem de hiperprolactinemia. Apesar de pouco conhecidos, os distúrbios da prolactina são mais comuns do que pensamos. Sendo assim, pelo desequilíbrio hormonal afetar Continue Lendo →

As etapas da gravidez

As etapas da gravidez

Uma vez que a gravidez é confirmada, que alegria! Toda busca foi recompensada e agora é hora de sonhar com o rostinho, escolher nomes, decorar o quarto e comprar as roupinhas fofas. Mas, muitas mamães e papais que lutaram muito para que a gestação ocorresse começam a ficar extremamente preocupados e superprotetores com a grávida, com medo de que a gestação seja interrompida.   Quanto ao primeiro trimestre então, nem se fala! É que, de fato, a maior parte dos abortos espontâneos ocorrem nesse período. Mas, o importante é seguir todas as recomendações médicas e ir a todas as consultas, sem falta! Isso garantirá as recomendações necessárias que irão resguardar fatos indesejados.   Os cuidados tomados antes da gravidez e no início do primeiro trimestre são fundamentais para o sucesso da gestação. A realização de exames, a suplementação de ácido fólico e atualização das vacinas é importante para uma gravidez Continue Lendo →

Ética e legislação sobre a reprodução humana assistida

Ética e legislação sobre a reprodução humana assistida

Para algumas famílias, o conceito de felicidade só se completa com a concepção de bebês. O anseio de gerar filhos faz parte das aspirações humanas mais primordiais. Por isso, recorrer à ciência para atender a esse desejo é uma forma de realizar sonhos e de gerar amor.   A infertilidade é um problema de saúde. Sendo assim, é possível recorrer à medicina para que a geração da vida seja possível. A especialidade de reprodução humana é a seara da medicina moderna que engloba:   - A verificação da infertilidade em homens e mulheres; - O tratamento de fertilidade; - A orientação e acompanhamento de tentativas de concepção natural; - A realização de técnicas de fertilização por meio de técnicas e tecnologias médicas; - Orientação e acompanhamento sobre doação de gametas; - Criopreservação de fertilidade para concepções futuras.   Como se trata do uso da ciência e tecnologia para a promoção Continue Lendo →

Detalhes sobre inseminação intrauterina

Detalhes sobre inseminação intrauterina

Antes de falarmos sobre esse método de tratamento, vamos esclarecer uma dúvida comum: inseminação intrauterina não é sinônimo de fertilização in vitro (FIV). A inseminação intrauterina é a técnica que consiste em injetar espermatozoides, preparados em laboratório, dentro do útero. Isso ocorre por meio de um cateter (tubo cirúrgico). Assim, o resultado esperado é que a fecundação ocorrera de maneira natural, no organismo materno. Se tudo ocorrer como o esperado, o embrião migrará espontaneamente para a cavidade uterina, onde irá se implantar - e a gravidez seguirá seu curso normal. Com a FIV, a fecundação ocorre fora do corpo, em laboratório. É importante ressaltar que a inseminação é mais indicada aos casais em que a futura mãe gestante tem trompas e cavidade uterina normais, ou seja, saudáveis. Essa boa condição se traduz em paciente apresenta ciclos ovulatórios ou que tenha boa resposta aos medicamentos que induzem a ovulação. A inseminação Continue Lendo →

Causas da infertilidade

Causas da infertilidade

As chances de um casal engravidar a cada mês, mantendo relações sexuais constantes sem usar contraceptivos, é de 15% a 20%. Após um ano de tentativas naturais, as chances podem chegar a 85%. Por isso, só após esse período, deve se começar a pensar em infertilidade. Apesar da fertilização in vitro ser uma das técnicas mais conhecidas e utilizadas nos tratamentos de reprodução assistida, existem várias outras que podem ajudar na hora de conceber um bebê, entre elas a indução de ovulação, inseminação intrauterina e cirurgias. Conheça essas e outras técnicas aqui em nosso site. Quando casais não conseguem engravidar, é comum que procurem saber sobre as possíveis causas que levaram a esse quadro. Mas, de um modo geral, seria muito melhor que as pessoas conhecessem o que pode fazer com que elas se tornem inférteis. Assim, se preveniriam desse acometimento, quando possível. A educação é muito valiosa, inclusive sobre Continue Lendo →

Ser mãe mais tarde: é possível

Ser mãe mais tarde: é possível

A capacidade reprodutiva das mulheres, a partir dos 35 anos, começa a ser diminuída devido à redução natural da reserva de óvulos viáveis. E isso pode ser preocupante para quem quer ser mãe mais tarde, devido a priorização de questões cotidianas e sociais na fase mais jovem. Mas hoje existem técnicas que preservam a fertilidade, conservando óvulos saudáveis, por meio de congelamento de gametas. Essa pode ser a melhor escolha para quem quer ter filhos depois do auge fértil. Desde julho de 2015, o Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou novas regras para a aplicação de técnicas de reprodução assistida. Antes, os médicos não poderiam fazer fertilização in vitro em mulheres acima de 50 anos de idade. Com as novas regras, apesar do limite continuar sendo 50 anos, exceções podem acontecer, desde que o médico assistente assuma a responsabilidade do procedimento. Uma avaliação individualizada e consciente por parte dos médicos, Continue Lendo →

Ácido Fólico e a preparação para a FIV

Ácido Fólico e a preparação para a FIV

Você sabia que os hábitos alimentares podem influenciar na fertilidade do homem e da mulher? Nos casos de casais que têm dificuldades para engravidar e pretendem recorrer à Fertilização In Vitro, a alimentação continua sendo um fator muito importante. Entre as vitaminas essenciais para essa fase e que não podem faltar no organismo da mulher está a vitamina B9, conhecida também como ácido fólico. Durante a gestação, essa vitamina ajuda na formação dos órgãos, tecidos e células sanguíneas (glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas) do feto, além de estar envolvida no processo de divisão celular. Já a falta do ácido fólico no organismo da mulher pode causar anemia macrocítica. Esse tipo de deficiência pode provocar uma série de problemas na formação do sistema nervoso do bebê e até impedir a continuidade da gravidez (aborto). Por isso, é fundamental para as mulheres que estão planejando uma gravidez abastecer o organismo com Continue Lendo →

Categorias
Direitos reservados Life Search 2019.